Arte com Ciência é um projeto inicialmente desenvolvido numa parceria entre o Instituto de Pesquisas em Tecnologia e Inovação (IPTI), a Universidade Federal de Sergipe (UFS) e a Secretaria de Estado da Educação de Sergipe (SEED-SE), com financiamento da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP).

Atualmente o projeto conta com outros parceiros: SESI Nacional, Petrobrás, Liceu Edouard Herriot (Lyon, França)

domingo, 27 de novembro de 2011

Nova proposta educacional promete melhorar aprendizagem






Redes sociais estão na moda. E que tal usar uma rede para trocar conhecimento educacional? Essa é a proposta do Guigoh, uma nova rede educacional que promete ganhar a atenção do mundo estudantil e despertar o interesse dos alunos. “O conhecimento se torna mais interessante quando é produzido coletivamente. O mundo é interativo e precisamos acompanhar esse ritmo”, explica o coordenador do projeto, Saulo Barreto. O Guigoh funciona como uma rede social, mas a troca de informações é de interesse de alunos e professores. Além de postagens como fotos e textos, os usuários poderão (e deverão) publicar vídeos interativos sobre variados assuntos das disciplinas. “Criatividade é essencial”, afirma o professor de Geografia, Wesley Silva.
Wesley foi um dos interessados no projeto, que esteve reunido na manhã da última quinta-feira, 24, com alunos, professores e coordenadores da Escola Arabela Ribeiro, em Estância, SE. A reunião definiu detalhes, objetivos, meios e objetos educacionais que serão trabalhados na rede. “A proposta é iniciar com postagens de professores e incentivar os alunos a elaborarem e compartilharem as suas próprias produções”, define Saulo. Segundo o professor Wesley, a principal vantagem do aluno ao participar é a facilidade. “Essa oportunidade só traz benefícios. Sair da sala de aula e aprender de forma dinâmica, colocando em prática essa tendência tecnológica vai abrir portas para o aluno e aprender será muito mais fácil e divertido”, comenta. A aluna do 2º ano, Maria Alice, 17, concorda. “Essa ideia é bem legal e interessante porque com certeza vamos entender melhor os assuntos”, finaliza.

domingo, 13 de novembro de 2011

A Natureza da Língua de Sinais

O Arabela Ribeiro é uma escola inclusiva, e quem foi a feira teve a oportunidade de visitar a sala que teve o tema, “A natureza da línguade sinais”. Tivemos a oportunidade de praticar e sentir de verdade como é utilizar a língua de sinais desde expressões do cotidiano até o alfabeto em libras, mas o que realmente foi importante para todos, foi viver a experiência de conhecer o surdo e a sua forma de comunicação. A educação especial acolhe todas os educandos, preferencialmente na rede regular de ensino, portadores de necessidades especiais. A inclusão possibilita aos que são discriminados pela  deficiência, pela classe social ou pela cor que, por direito, ocupem o seu espaço na sociedade. Você não pode ter um lugar no mundo sem considerar o do outro, valorizando o que ele é e o que ele pode ser. Mas o bom mesmo de tudo isso, é saber que todos têm direito a educação.
Confia o vídeo:


video

sábado, 12 de novembro de 2011

Construção da Linha do Tempo

Durante o decorrer da feira o Técnico em serviços gerais de biologia Damião Assis, juntamente com o bolsista DTI Leonardo Almeida, contaram com os alunos e visitantes mais jovens para a construção de uma “linha do tempo” que ilustra uma cronologia da história do mundo, focando sua atenção nos registros da vida no planeta e na atuação do ser humano sobre ele; regista os principais fatos, percebidos por diversos ramos da ciência além da própria história: física, paleontologia, geologia, biologia entre outras. A “linha do tempo” esta permanentemente na escola desde aquele dia ilustrando as aulas dos professores.

Confira o vídeo:


video